O que são os Sistemas Legados?

 em Go44, Indústria 4.0, Sem categoria, Sistemas Legados, Transformação Digital

Sistemas que estão intrínsecos no ambiente de business da organização são críticos. Por meio deles, é imprescindível que processos e meios consigam convergir, gerar informações e organizá-las para que possam ser utilizadas em insights relevantes.
Entretanto, quando tais sistemas estão sendo utilizados há mais de 5, 10 ou 30 anos é natural que, em relação às tecnologias novas, estejam defasados tecnicamente. Quando isso ocorre, eles são ditos sistemas legados.

 

Um sistema legado é importante para a organização, seus dados contam muitas histórias de como a produtividade/qualidade da empresa pode ser percebida. Muitas vezes, inclusive, esses sistemas não podem ficar mais de algumas horas sem atividade sem que isto cause prejuízo a empresa, já que muitos outros subsistemas e processos estão diretamente relacionados a este sistema legado. Então, por que eles são relevantes? Por que percebe-los no ambiente organizacional?

 


Mediante a transformação digital vivenciada em todo o mundo, acompanhando as tendências da Indústria 4.0, muitas tecnologias disruptivas surgem, com promessas de otimização em processos produtivos. Numa iniciativa de Transformação Digital, o principal foco é o ser humano e o desenvolvimento de novos modelos de negócios que resolvam as suas dores. Além disso, este ser humano não precisa ser apenas o cliente, mas também o próprio colaborador da organização. Neste sentido, a tecnologia vem em um segundo passo. Os sistemas legados são cada vez mais relevantes pois organizações que buscam eficiência de produção e modelos de negócios melhores precisam modernizar e fazer com que seus processos acompanhem esse movimento. A complexidade de atuar em tais sistemas é alta: isolar componentes, desenvolvimento de provas de conceito e incertezas na exploração de novas tecnologias. Os sistemas de uma organização que são considerados legados muitas vezes serão críticos para suas operações e não podem ser alterados facilmente, portanto devem ser vistos com uma atenção especial na busca por melhorias.

 

Sobre o autor

André Luiz Alcântara Castilho Venâncio – Pesquisador, consultor e professor, especialista em transformação digital. Seu foco é a otimização de sistemas, mirando a Indústria 4.0 mediante tomadas de decisão mais assertivas. Com passagem na indústria de automação/manufatura, empreendimento e no desenvolvimento de ferramentas para aplicação industrial e de gestão de ativos. Hoje, seu foco é a pesquisa acadêmica aplicada em melhorias de processos industriais

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário